Mais um excelente documentário sobre design. Este aqui é sobre as impressoras linotipo. Entre meados do século XV e fins do século XIX todos os impressos eram produzidos a partir de um mesmo sistema: a impressão com tipos móveis – processo sistematizado pelo alemão Gutenberg. Em 1886 surgem as impressoras Linotipo, criadas por outro alemão, Ottmar Mergenthaler.

O equipamento consistia em um grande maquinário comandado por um teclado onde uma pessoa “digitava” os textos a serem impressos. O conjunto de caracteres de cada linha era fundido em uma única peça que era, posteriormente, montado para formar o bloco de texto a ser impresso. A partir daí o sistema seguia o método tradicional de entintamento dos tipos para impressão no papel.

O grande diferencial estava no processo de composição das linhas de texto – daí o nome Linotipo (Linotype, em inglês). Ele substituía o trabalho lento e manual do componedor pela “digitação” e fundição de linhas, acelerando o processo.

Desde fins do século XIX até meados do século XX, quando surge a fotocomposição, as linotipos foram onipresentes nas gráficas de todo o mundo, especialmente nos jornais.

A primeira vez que vi o documentário foi no Dia Tipo Salvador.

Trailler de Linotype: The Film

Linotype: The Film” is a feature-length documentary centered around the Linotype type casting machine. Called the “Eighth Wonder of the World” by Thomas Edison, it revolutionized printing and society.

The film tells the surprisingly emotional story of the people connected to the Linotype and how it impacted the world.

http://www.linotypefilm.com

Esta é uma postagem do meu antigo blog pensandodesign.blog.br.

You May Also Like